Header Ads

Especial Stanley Kubrick: O Iluminado

Quando o suspense personifica o personagem mais frágil emocionalmente, transforma-se em puro terror

Foto: Mark Skrobola
Produzido em 1980 por Stanley Kubrick, O Iluminado é inspirado no livro homônimo de Stephen King, com alterações que o deixaram ainda mais emocionante. Passado em um remoto hotel durante rigoroso inverno, o filme não apenas retrata o protagonista Jack Torrance (Jack Nicholson) enquanto exerce a nova profissão como zelador, acompanhado da esposa Wendy (Shelley Duvall) e do filho Danny (Danny Lloyd). Em O Iluminado, Stanley explora o psicológico de Jack com tamanha complexidade a ponto de transformá-lo em um dos maiores vilões da história do cinema. 

Construído sobre cemitério indígena, o distante e solitário hotel  carrega consigo um histórico perturbador necessário ao suspense da obra. Inacessível ao longo do inverno, alimenta sentimentos profundos do novo zelador que o levam a um trágico desfecho.

Devido à pressão em administrar sozinho todo o hotel sob nevasca e ao histórico violento e manchado pelo álcool, Jack distancia-se da família e torna-se solitário, imprevisível, sombrio. Quando o suspense personifica o personagem mais frágil emocionalmente, transforma-se em puro terror.

Capaz de prever cenas de terror prestes a ocorrer, Danny, sabendo que o funcionário anterior assassinou a própria família e logo se suicidou, começa a suspeitar inconscientemente de seu pai. Apesar disso, a solidão do protagonista potencializa não apenas seu ódio com tudo ao redor, como também o motiva a ter o mesmo fim do antigo zelador.