Header Ads

Jogo da Amizade contou com homenagens à Chapecoense e vitória do Brasil sobre a Colômbia

Brasileiros e colombianos enfileiraram-se em campo junto com os sobreviventes do avião
 
Por Paula Berlim, Brasil
26 de Janeiro de 2017 

Foto: Alex Carvalho
O Jogo da Amizade realizado entre Brasil e Colômbia no estádio do Engenhão prestou homenagens à Chapecoense, aos sobreviventes do avião que caiu na Bolívia e ao Clube Atlético Nacional da Colômbia, equipe que, além de realizar lindas homenagens aos brasileiros, requisitou o título de campeão da copa sul-americana para a Chapecoense.

Antes da bola rolar, brasileiros e colombianos enfileiraram-se em campo junto com os sobreviventes do avião, os jogadores Alan Ruschel, Jackson Follmann e Neto, e o jornalista e radialista Rafael Henzel.  A homenagem contou também com um minuto de aplausos antes da partida começar. Na emissora da Rede Globo, Galvão Bueno e Henzel intercalaram na narração do jogo, e Follmann, que teve a perna direita amputada, realizou participação especial na transmissão.

A arrecadação do jogo beneficente foi toda repassada para a Chapecoense. Entretanto, no belíssimo e recém reformado estádio do Engenhão, apenas 18.695 mil pagantes compareceram ao jogo, gerando uma renda de 1.219676,00 reais ao clube de Chapecó.

Atlético Nacional prestou homenagens à Chape um dias após o acidente // Foto: Agência de Notícias ANDES

Com o apito inicial do juiz, as equipes realizaram um duelo disputado e decidido em detalhes. O Brasil marcou o gol solitário da partida no início do segundo tempo em jogada de profundidade do lateral Fagner, com finalização de cabeça do atacante Dudu. A Colômbia levou perigo ao Brasil com bolas na trave e jogo aéreo perigoso, mas não foi suficiente para empatar a partida. Lembrando que as seleções contaram apenas com atletas convocados que jogam na América do Sul e, portanto, figuras como Neymar e James Rodríguez não participaram do jogo.