Header Ads

Veja tudo o que aconteceu nas semifinais da NFL

Em fim de semana de playoffs, Patriots e Steelers passam para a final da Conferência Americana, enquanto Packers e Falcons decidem a Conferência Nacional. Os vencedores de cada uma disputam o título do Super Bowl 
 
Final do Super Bowl será no NRG Stadium
Green Bay Packers 34 x 31 Dallas Cowboys

O jogo era o mais esperado do divisional round. Frente a frente estava o time de melhor campanha da Conferência Nacional (NFC) e mandante do jogo contra o mais quente e embalado após sete vitórias seguidas. Qualquer vencedor entre Dallas Cowboys e Green Bay Packers certamente sairia como um dos favoritos ao título do Super Bowl. Enquanto o Cowboys tinha a segurança de um equipe constante e regular, o Packers contava com a estrela de Aaron Rodgers, um dos melhores quarterbacks da NFL. 

O Dallas Cowboys começou a partida de forma agressiva, acertando um lindo field goal de 50 jardas para abrir o placar. No restante do primeiro tempo, porém, encontrou grandes dificuldades. O Green Bay reagiu rapidamente em passes velozes de Aaron Rodgers e anotou o primeiro touchdown do jogo. Desde então converteu terceiras descidas importantes e controlou o tempo em suas campanhas, preenchendo o campo de ataque de maneira inteligente. O jogo tomava um rumo tranquilo para a equipe de Wisconsin, mas uma corrida excelente de Dez Bryant para touchdown recolocou o Cowboys na disputa.

O início do segundo tempo foi uma ducha de água fria em Dallas. O Packers alcançou a endzone na primeira campanha e chegou inclusive a interceptar o quarterbarck Dak Prescott, chegando a 28 a 13. Digno da grandeza de Cowboys e Packers, o último quarto foi ainda mais emocionante. Os donos da casa acertaram a defesa, que conseguiu interceptar Aaron Rodgers, algo que não acontecia há muito tempo, e tornaram o ataque muito mais agressivo e perigoso com as corridas do calouro Ezequiel Elliot e as ótimas recepções de Dez Bryant. 


Para surpresa do Green Bay, o Dallas conseguiu empatar o jogo e pontuar com dois touchdowns, o último seguido de uma conversão de dois pontos. Faltando 4 minutos, as equipes conseguiram ainda chutar um field goal para cada lado: 56 jardas para o Packers, 51 para o Cowboys. Restando 35 segundos, em uma terceira descida para 20 jardas, Aaron Rodgers fez um passe fenomenal para o wide receiver Jared Cook, que recebeu a bola no limite do campo. Após essa jogada antológica, a 3 segundos de terminar a partida, o placekicker Mason Crosby se posicionou para um field goal de 51 jardas e deu a classificação ao Green Bay. 


Mesmo com uma equipe recheada de calouros, o Dallas Cowboys soube agredir de forma muito eficiente o Packers e fazer a correta leitura de jogo para frear o ataque dos adversários. No entanto, os erros iniciais dos anfitriões foram cruciais no final do jogo, que entra para história do futebol americano.

New England Patriots 34 x 16 Houston Texans

Na noite de sábado, o New England Patriots, figura carimbada nas decisões, recebeu o Houston Texans por uma vaga na final da Conferência Americana (AFC). Com o astro Tom Brady, melhor quarterback da NFL, o Patriots tinha a importante missão de derrubar a melhor defesa da temporada regular e seguir em busca da nona final no Superbowl.  



Apesar da marcação individual do Houston Texans, logo no início da partida Tom Brady encontrou o Running Back Dion Lewis, que disparou pela lateral e avançou 13 jardas até a endzone, marcando o primeiro touchdown. Atrás no placar,  o ataque do Texans passou a explorar as descidas de Lamar Miller. No entanto, como a defesa de New England estava concentrada, foi obrigado ao field goal, diminuindo para 7 a 3.

Com a posse de bola, o Texans fez o retorno de punt, mas se surpreendeu com a velocidade e destreza de Dion Lewis, que deixou os defensores para trás e avançou incríveis 98 jardas, atravessando o estádio e marcando outro touchdown a favor do Patriots. 

Apesar da facilidade do time da casa, dois turnovers colocaram o Texans de volta à partida. Após interceptação, o ataque do Houston aproximou-se do campo adversário e converteu um field goal. Além disso, um fumble do Patriots permitiu o primeiro touchdown dos visitantes, que ficaram a um ponto de empatar o jogo.

No segundo tempo, porém, o Patriots encaixou o seu estilo e passou a pontuar constantemente. Com os passes perfeitos de Tom Brady, o New England matou a partida com dois touchdowns, chegando enfim à final da AFC contra o Pittsburgh Steelers, o maior campeão do Super Bowl. 



Atlanta Falcons 43 x 20 Seattle Seahawks 

No primeiro tempo, o Seattle Seahawks iniciou bem a partida apostando no jogo terrestre, inclusive com o quarterback Russel Wilson, que correu 16 jardas logo na primeira campanha, abrindo espaço na defesa dos Falcons. Dominando o jogo, os Seahawks abriram o placar com passe de 7 jardas para Jimmy Grahan. Os Falcons, porém, com uma campanha sólida e segura, conseguiram responder logo em seguida com playactions do quarterback Matt Ryan - forte candidato a MVP (jogador mais valioso da temporada) - para igualar o placar em passe de 7 jardas para Julio Jones. 

Desde então, os Falcons administraram o jogo. A partida até iniciou muito equilibrada e com muita qualidade das equipes (2 campanhas e 1 touchdown para cada uma ao fim do primeiro quarto), mas tornou-se com o tempo muito mais difícil para Seahawks. 

Em um retorno de punt de Seattle, Devin Hester conseguiu uma excelente corrida até 15 jardas do campo de ataque, mas a arbitragem marcou uma falta da equipe de Seahawks, que foi obrigada a recomeçar no campo de defesa. Sufocado nas jardas inicias, Rusell Wilson tropeçou em colega de time e caiu na própria endzone, o que levou ao safety para Atlanta Falcons, resultando em 2 pontos para os donos da casa e obrigatória devolução da bola por meio do punt. 10 a 9 no placar.


Ao longo do primeiro tempo o jogo passou a ser muito disputado. As defesas deram trabalho aos ataques, que não conseguiam avançar. Em campanha cirúrgica, porém, os Falcons cruzaram o campo desde a defesa para anotar um lindo touchdown em passe de 14 jardas para Tevin Coleman, faltando 50 segundos para o fim do primeiro tempo, que terminou em 19 a 10 para Atlanta


No terceiro quarto, os Falcons começaram arrasadores e, em rápida campanha, anotaram outro touchdown em corrida de 2 jardas de Devonta Freeman. O Seahawks estava apático e não oferecia nenhuma resistência ao efetivo ataque de Atlanta. Russel Wilson e companhia até tentaram provocar uma reação, mas, após uma falha na terceira descida para o touchdown, o time se contentou com um field goal de 26 jardas. 

O azar parecia andar de mãos dadas com Seattle e, para piorar, Russell Wilson foi interceptado em uma terceira descida por uma defesa impecável em posicionamento, marcação e pressão. Os Falcons converteram o turnover em touchdown e sacramentaram a eliminação de Seattle por 43 a 20, chegando com sobras à final da Conferência Nacional contra o Green Bay Packers

Pittsburgh Steelers 18 x 16 Kansas City Chiefs

Em noite fria, o Kansas City Chiefs recebeu o Pittsburgh Steelers, que bateu o Miami Dolphins por 30 a 6 na etapa anterior. Apesar da torcida a favor em Arrowhead Stadium, os donos da casa precisavam de algo a mais para bater o maior vencedor do Super Bowl e chegar à final da Conferência Americana


No primeiro tempo, a defesa das duas equipes não acertavam a marcação tanto dos wide receivers quanto dos running backs. Mesmo com o touchdown após passe preciso de Alex Smith, quarterback do Kansas City, o ataque dos visitantes foi mais esperto e converteu 3 field goals. 

Para piorar, Ryan Shazier interceptou um lançamento de Smith, o que levou a um grande avanço do Steelers, ficando a poucas jardas do touchdown. A sorte do Chiefs foi um turnover ainda na endzone. Logo depois, porém, o placekicker Chris Boswell converteu o quarto field goal, deixando o placar em 12 a 7.


O segundo tempo começou e terminou burocrático. Com a ineficiência do ataque do Kansas City, o Steelers insistiu em Boswell, que converteu mais dois field goals. Fazia onze anos que um time não vencia uma partida somente com field goals. Vencendo por 18 a 16, o Pittsburgh Steelers enfrenta agora o New England Patriots na final de conferência, prevista para o próximo final de semana